play_arrow

keyboard_arrow_right

Listeners:

Top listeners:

skip_previous skip_next
00:00 00:00
playlist_play chevron_left
  • cover play_arrow

    Rádio Kijila

  • cover play_arrow

    Rádio Calema

Músicos

Ruy Alberto Vieira Dias Rodrigues Mingas (Rui Mingas)

today3 de Setembro, 2023 3

Fundo
share close

Ruy Alberto Vieira Dias Rodrigues Mingas (Angola, 12 de maio de 1939) é um cantor, compositor, diplomata, empresário e político angolano. Foi deputado no parlamento angolano, secretário com status de Ministro dos Desportos e embaixador de Angola em Portugal. Compôs a música do Hino Nacional de Angola.

Nascido na zona de Ingombota, em Luanda, é filho de André Rodrigues Mingas e de Antónia Diniz de Aniceto Vieira Dias.

Ruy Mingas pertence a uma família de ínfluentes músicos angolanos. De seu tio Liceu Vieira Dias recebeu o ritmo e uma nova maneira de interpretar a música angolana. Ruy Mingas desenvolveu a sua sonoridade própria e influenciou outro músico angolano, por sinal, seu irmão André Rodrigues Mingas Júnior. É irmão também de Amélia Mingas, de Júlia Rodrigues Mingas, de José “Zé” Rodrigues Mingas e de Saíde Mingas.

Ruy Mingas foi praticante de atletismo nas décadas de 1950 e 1960, tendo competido no salto em altura e 110 m barreiras, no Sport Lisboa e Benfica, sendo recordista no salto em altura em julho de 1960.

Participou no programa Zip-Zip. Aparece no primeiro disco do programa com a canção “Ixi Ami (Minha Terra)”. Gravou vários discos para a editora Zip-Zip.

Quando Angola proclama sua independência, torna-se embaixador em Portugal.

É um dos autores da canção “Meninos do Huambo”, de 1976, celebrizada em Portugal por Paulo de Carvalho. É especialmente notório por ser o compositor da música do Hino Nacional de Angola.

Quando foi criada, em 4 de julho de 1979, a Secretaria de Estado para Educação Física e Desporto (SEEFD), pela primeira vez uma pasta com status de ministério autónomo para os desportos, Ruy Mingas assumiu a sua condução e foi ministro por 10 anos, período de pujante desenvolvimento no desporto de Angola.

A 26 de julho de 1995, foi agraciado com o grau de Grã-Cruz da Ordem do Infante D. Henrique, de Portugal.

Em 2002, forma uma associação empresarial com Paulo Múrias e a “Fundação Minerva – Cultura – Ensino e Investigação Científica” para constituir uma franquia-filial da Universidade Lusíada em Angola. Desde então, é o principal acionista do polo universitário de Cabinda da referida universidade.

Foi deputado pelo Movimento Popular de Libertação de Angola (MPLA) na Assembleia Nacional até 2021, quando se licenciou em função de seu delicado estado de saúde.

Discografia

– 10.058/E – Monangambé/Quem Tá Gemendo/Adeus À Hora da Partida/Muimbu Ua Sabalu (EP, Zip-Zip, 1974)
– 30.002/S – Muadiakimi / Birin Birin (Single, Zip-Zip, 1975)
– 30.004/S – Cantiga Por Luciana/Minha Infância (Single, Zip-Zip, 1975)
– 30.036/S – Poema da Farra/Makesu (Single, Zip-Zip)
– Angola Canções Por Rui Mingas (LP, Zip-Zip, 1970)
– Monangambé e outras canções angolanas (LP, Zip-Zip)
– Temas Angolanos (LP, Orlador, 1976)
– Monangambé (CD, Strauss, 1995)
– Monangambé (CD, CNM, 2000)

Escrito por Edson Magalhães

Rate it

Post anterior

Cultura

Dom Caetano e Raúl Negro animam Caldo da Tradição “Calandula 94 anos”

Os músicos Dom Caetano e Raúl Negro foram os cabeças de cartaz da 15ª edição do Caldo da Tradição, que decorreu, sábado, no município de Calandula, em alusão aos 94 anos da circunscrição, assinalados dia 02. Realizado pela primeira vez fora da cidade de Malanje, o evento, promovido por Pedro Vaz e Mbrom Mbrom e Companhia em parceria com a Administração Municipal de Calandula, juntou 300 pessoas oriundas de vários […]

today3 de Setembro, 2023 3

Comentários da publicação (0)

Deixe uma resposta

O seu email não vai ser publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *


0%